Tristeza! Ator da Globo se joga do 5º andar: ‘Estavam me perseguindo’

O uso de substâncias ilícitas pode causar verdadeiros transtornos psicológicos. Recentemente, um ator da Rede Globo de Televisão acabou cometendo um ato de desespero.

Aos 29 anos de idade, o ator Vitor Morosini, que participou de Belíssima, reprisada nesse último ano no ‘Vale a Pena Ver de Novo’, acabou se jogando de um prédio no Rio de Janeiro. Em entrevista ao Domingo Show, da Record TV, ele contou porque acabou cometendo o tal ato e revelou ainda que estava sob o efeito de drogas.

O jovem dá detalhes do que parece um episódio de surto psicótico, em que nem ele parecia controlar as próprias decisões e pensamentos. “Na minha cabeça, eu estava sendo perseguido. Eles iam me pegar! Daí eu decidi pular. E pulei. Pulei ‘de peixinho’. Eu achei que, se ficasse no hotel, eles iriam me pegar!“, explicou o ator que, ainda jovem, ficou famoso e agora tenta recomeçar a vida após o grave incidente. 

Ator de 29 anos da TV Globo conta porque se jogou de prédio em entrevista à Record TV

Vitor Morosini confessa que acha que teve uma segunda chance, mas que o susto em torno do fato foi muito grande. Ele garante ainda que agora decidiu largar de vez as drogas e comemora o que chama de fase sóbria da sua vida. Inicialmente, por conta da queda, cogitou-se que o ator que fez parte da Globo tenha tentado tirar a própria vida, o que foi negado por ele.

“Agora que eu nasci novamente, decidi que quero voltar a atuar. Vou fazer de tudo por isso“, disse ele, quando questionado sobre o que vai fazer agora. Pelo visto, ele quer mesmo voltar a ser uma grande estrela da televisão brasileira. 

Morgan Freeman é acusado de assédio sexual por oito mulheres e pede desculpas

O ator Morgan Freeman, de 80 anos, foi acusado de assédio sexual por oito mulheres, em reportagem publicada nesta quinta-feira (24) pela rede CNN. Outras oito pessoas que também conversaram com a publicação, confirmaram as acusações, como testemunhas. Os relatos descrevem uma série de incidentes provocados pelo astro de Hollywood ao longo de sua consagrada carreira.

Uma jovem assistente de produção disse ter sido submetida a vários meses de assédio, em 2015, enquanto trabalhava na comédia “Despedida em Grande Estilo”, protagonizada por Freeman. A profissional alegou que Morgan, por repetidas vezes, a tocava sem permissão, apoiando a mão na parte inferior das suas costas e freqüentemente fazia comentários sobre seu corpo e suas roupas. Segundo a assistente, em um dos episódios, Freeman tentou levantar sua saia e perguntou se ela estava usando calcinha. “Alan [Arkin, ator que também integrava o elenco] fez um comentário dizendo-lhe para parar. Morgan ficou apavorado e sem saber o que dizer.”

Uma integrante da equipe de produção do filme “Truque de Mestre”, de 2012 relatou que Freeman tinha o hábito de traçar comentários sobre os corpos das mulheres. “Quando sabíamos que ele viria, não usávamos nada que deixasse à mostra nossos seios ou que ressaltasse nosso bumbum“, explicou. A investigação da CNN teve início depois que uma jornalista da própria rede, Chloe Melas, reportou aos superiores que teria sido assediada pelo astro, durante uma entrevista de divulgação de “Despedida em Grande Estilo”. A repórter, que estava grávida de seis meses no momento da entrevista, conta que Morgan apertou sua mão e insinuou: “Eu gostaria de estar lá“.

Os assédios de Freeman não se limitavam aos sets dos seus longas e aos estúdios de entrevistas. Pessoas ligadas à produtora do astro, a ‘Revelations Entertainment’, também confirmaram esse ‘padrão de comportamento’. Uma ex-funcionária, por exemplo, lembrou de quando Morgan a “olhou de cima a baixo” e perguntou a ela: “Como você se sente em relação ao assédio sexual?“. A profissional ficou assustada: “Essa é a pessoa para quem eu trabalhei, essa é a empresa dele, eu não esperava algo do tipo… Eu disse timidamente, ‘eu amo isso’ de uma maneira sarcástica, esperando que ele esclarecesse a situação e então ele se virou para os caras da equipe e disse: ‘Veja pessoal, é assim que se lida com isso‘”.

Uma outra ex-funcionária de Freeman na “Revelations”, disse que ele tinha o costume de ir até à mesa dela pra dizer e ‘oi’ e ficar por lá, olhando fixamente para os seus seios. “Uma vez eu testemunhei Morgan ir até uma estagiária e começar a massagear seu ombro. A estagiária ficou visivelmente vermelha e se soltou das mãos dele, foi estranho“, recordou um ex-funcionário da produtora, comparando o comportamento de Morgan ao de um “tio assustador“. Por fim, rapazes, que ainda trabalham no local, confirmaram que, em várias ocasiões, o patrão pedia para que as mulheres “dessem uma voltinha para ele“.

Após a publicação da reportagem pela CNN, um representante de Morgan emitiu ao “The Hollywood Reporter”, o que seria um ‘pedido de desculpas’ do ator. “Qualquer um que me conhece ou trabalhou comigo sabe que eu não sou alguém que ofenderia intencionalmente ou conscientemente faria qualquer um sentir-se desconfortável. Peço desculpas a qualquer um se sentiu desconfortável ou desrespeitado – essa nunca foi minha intenção“, se limitou.