Anitta admite brigas com Simaria e Maluma: ‘Não consigo ser falsa’

Anitta falou pela primeira vez sobre os boatos de que ela teria se desentendido com o cantor Maluma e a cantora Simaria, da dupla com Simone. A funkeira admitiu a rixa com o colombiano, com quem gravou a música “Sim ou não”, e hoje divide as cadeiras na função de jurada do “La voz Mexicana“. Em entrevista ao jornalista Leo Dias, do programa “Fofocalizando“, do SBT, ela não escondeu que teve uma chateação entre os dois.

“As pessoas adoram falar que eu sou brigona. É que eu não consigo ser falsa. Se a pessoa fez algo que me chateou não consigo sorrir e fingir que nada aconteceu. É perceptível pra todo mundo, não sei disfarçar. Mas sou uma pessoa que evolui, e agora está tudo certo“, revelou Anitta. O jornalista então questionou a cantora sobre o motivo da briga e ela respondeu: “Não te importa.

Você não sabe se foi, se não foi”.

Sem pudores com as perguntas, Léo Dias então questionou a funkeira sobre a suposta briga entre ela e Simaria, com quem gravou a música Loka. O desentendimento entre elas teria ocorrido nos bastidores do Prêmio Multishow. Anitta não respondeu a pergunta, mas não negou que a briga realmente acontece e voltou a dizer que o motivo não importava.

Anúncios

Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank pedem boicote a Cocielo

Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank também decidiram se manifestar sobre os posts de Júlio Cocielo envolvendo racismo e pediram boicote ao youtuber nesta segunda-feira (2).

“Você tem noção do que são 11 milhões e 200 mil pessoas? Eu ajudo. É a população inteira da Bélgica. É um milhão a mais do que a população de Portugal. São 143 Maracanãs lotados. São todas as pessoas que ainda estão apoiando diretamente um influencer assumidamente racista. Temos que cobrar posicionamento das marcas que o patrocinam, é claro. Mas são os outros famosos que ainda o seguem e, principalmente, as pessoas comuns, anônimas, que verdadeiramente me preocupam. Apoiar uma pessoa racista é ser conivente, sim”.

Foi esta mensagem que Bruno Gagliasso compartilhou em seu Instagram através de um repost de uma publicação do jornalista Isabela Reis. O número 11,2 milhões faz referência ao número de seguidores que Cocielo tem na mesma rede social.

Bruno fez questão de pedir mudanças tanto nas empresas que ajudam os influencers a crescerem, mas também do público que acompanha tudo o que eles postam.

“Num mundo digital em que seguidor significa dinheiro e carreira, a gente precisa entender a importância do boicote. (…) As marcas só chegam até essas pessoas porque elas têm audiência, visibilidade, constroem um público que interessa para as empresas atingir. A responsabilidade é de todos. Precisamos, é claro, cobrar as marcas, mas também precisamos chamar atenção dos outros famosos que seguem/dão like/fazem parceria com essas pessoas racistas, machistas, LGBTfóbicas e gordofóbicas. É obrigação de todos nós constranger e vigiar nosso círculo social. Educação antirracista não é somente pra criança, racismo não tem idade. A hora de aprender e ensinar é agora”, completou.

Giovanna, por sua vez, chamou atenção para o fato de que o post dele não foi apenas uma ~piadinha~. “Odeio ter que postar coisas tão repugnantes e tristes como essa, mas é necessário! Ainda fico chocada como podem existir pensamentos desse tipo… Isso não é uma brincadeira e nunca foi! Isso é racismo!”, escreveu a atriz na legenda de um post que mostra diversos comentários racistas, misóginos e preconceituosos de Cocielo.

ENTENDA O CASO

No sábado (30), durante o jogo da França contra a Argentina, Cocielo escreveu em seu Twitter que Mbappé, um jogador francês que é negro, “conseguiria fazer uns arrastão top na praia”. Após as críticas, ele apagou a publicação, assumiu seu erro e pediu desculpas, garantindo que não existe justificativa para o que fez. “Arrependido e aprendido! Lição pra vida! Nunca mais se repetirá!”, disse.

Youtuber Júlio Cocielo apaga cerca de 50 mil tuítes após críticas por comentário sobre Mbappé

Depois de críticas por um comentário considerado racista sobre o jogador da França Kylian Mbappé, o youtuber Júlio Cocielo apagou cerca de 50 mil tuítes de sua conta no Twitter.

Antes do comentário sobre o jogador francês feito no sábado (30), Júlio Cocielo tinha 81,6 mil publicações no Twitter. Neste domingo (1), apenas 32,4 mil estão contabilizados e apenas um único tuíte aparece em sua linha do tempo.

Durante o jogo entre a seleção francesa e a Argentina, pela Copa do Mundo, Cocielo fez o seguinte post depois de uma arrancada do atacante: “Mbappé conseguiria fazer uns arrastão top na praia hein”.

O comentário foi considerado racista por usuários da rede social e acabou sendo apagado pelo youtuber.

Cocielo se defendeu dizendo que tuíte foi ‘interpretado por mil formas diferentes’ e se desculpou por outras postagens antigas, que também foram recuperadas por usuários e reforçaram as críticas.

Em um deles, de 2013, o Cocielo disse: “gritei vai macaca pela janela e a vizinha negra bateu no portão de casa pra me dar bronca”.

Veja pronunciamento completo de Júlio Cocielo sobre o caso:

“Bom, vamo lá! Hoje eu fiz um tweet sobre o Mbappé e a piada se referia a velocidade dele devido a um lance do jogo, nada além disso! O tweet foi interpretado de mil formas diferentes e gerou uma grande discussão. Decidi deletar pois nunca fui de entrar em polêmicas, mas já era tarde demais, tinha tomado uma proporção enorme… pegaram alguns comentários antigos, de uns 8 anos atrás, que eu já havia feito aqui no Twitter, tenho até vergonha! Cara, como eu falava m… Na época esses comentários infelizes tinham uma interpretação totalmente diferente de hoje, um momento delicado. Muitas vezes fui irônico, muitas vezes estava zoando amigos, muitas vezes só queria ser o engraçadão, e são coisas que eu nem lembrava ter escrito… De qualquer forma, não existe justificativa, isso fez eu me sentir muito mal só de imaginar ter sido uma pessoa escrota. Arrependido e aprendido! Lição pra vida! Nunca mais se repetirá! Peço desculpas publicamente por ter ofendido inúmeras pessoas, e como eu sempre digo: meu sonho sempre foi alegrar e motivar todos a acreditarem nos próprios sonhos. Magoar alguém nunca foi minha intenção, quem conhece minha história e convive comigo, sabe como eu sou, e que eu jamais agiria desta forma! Vivendo e aprendendo! Não vou entrar em nenhuma discussão, assumo meu erro! Desculpa!”

Day McCarthy passa de todos os limites e toma atitude inesperada após ser espancada no show de Anitta

Processada por racismo e vários outros tipos de ofensas contra artistas, Dayane Alcântara Couto de Andrade ou Day McCarthy resolveu ir ao show de ninguém menos que Anitta, sobre quem ela já chegou a fazer declarações e acusações polêmicas.

No entanto, os fãs da cantora não deixaram barato e a escorraçaram do evento, que aconteceu na noite desta última quinta-feira, 28 de junho, em Londres. Nos vídeos que circulam na web, Day aparece sendo expulsa sob agressões do local.

Uma mulher chega a bater na socialite, com vários tapas, fazendo com que a morena caísse no chão. Mais tarde, a mulher se manifestou nas redes sociais com um desabafo sobre a situação, dizendo que reagiu às agressões usando spray de pimenta.

“Eu só dei uma unhada da cara dela que arranhou e rasgou a cara dela toda”, detonou. No entanto, ela acaba de tomar uma atitude ainda mais inusitada: a do deboche. Em suas redes sociais, Day apareceu dançando ao som de “Tapinha não dói”.

Vale lembrar que Day McCarthy é conhecida pelo seu histórico de acusações e injúrias. Uma das mais conhecidas foi contra Titi, a filha do casal de atores Bruno Gagliasso e Giovana Ewbank em novembro de 2017. Constantemente, ela é criticada na internet por conta do seu “veneno” contra os famosos.

Elba Ramalho perde posto de grande estrela do São João após polêmica com Marília Mendonça

Se nos anos anteriores Elba Ramalho era a grande estrela do São João de Campina Grande, na Paraíba, o de 2018 tem outra história para contar. A cantora paraibana perdeu o posto de estrela na maior festa de sua tera natal depois da polêmica, no ano passado, com Marília Mendonça. Na época, Elba veio a público criticar o espaço dado aos artistas sertanejos na festa, em especial à estrela da sofrência, e chegou a dizer que não faria mais parte do roteiro da festa.

O resultado foi que, quando saiu a prévia da programação para este ano, o nome de Elba Ramalho não constava. Mas a cantora se articulou nos bastidores e conseguiu uma data. Foi assim então que ela se apresentou no último dia 17, data que tinha como atração principal Felipe Araújo, irmão de Cristiano Araújo. Mas a perda de prestígio ficou evidente. Elba sempre se apresentava no dia 23, véspera do Dia de São João. Fagner foi quem assumiu seu lugar na data considerada mais nobre da série de shows em Campina Grande.

Segundo Sol: Remy é brutalmente assassinado e Luzia será acusada de sua morte;

Os próximos capítulos de Segundo Sol prometerão ficar mais agitados, isso porque Remy (Vladimir Britcha) será brutalmente assassinado. Acontecerá o “quem matou?” na trama de João Emanuel Carneiro e infelizmente Luzia (Giovanna Antonelli) será acusada desta morte e poderá morfar na cadeia.

Tudo começará por incrível que pareça Beto (Emílio Dantas), ele reatou o casamento com Karola (Deborah Secco), mas se recusa a ceder ao charme da esposa. A fogosa então irá recorrer ao desempenho do cunhado para se satisfazer na cama, porém Remy estará indignado com o tratamento da amante, os dois mais brigarão do que transarão. Em um encontro dos dois em uma praia de Salvador, o malandro jogará suas cartas na mesa e fará um pedido: “Só topo ficar de boa contigo se for uma parceria de verdade. Quero metade da grana que você desviou de Beto!”. Os dois discutirão feio e ela o deixa sozinho numa praia deserta, com raiva Remy promete se vingar.

Passado um tempo em Segundo Sol, Karola já estará subindo pelas paredes e resolve ir atrás do amante novamente. Toda manhosa, ela seduzirá Remy que aproveitará a oportunidade para fazer uma armação. Ele simplesmente gravará os dois transando, mas será surpreendido pela dondoca.

“Vou deixar seu irmão e ir embora com você. Tenho uma reservinha de dinheiro guardada, é mais do que suficiente para alugar um apartamento bem ajeitadinho em São Paulo e começar vida nova ao seu lado”, anunciará. Por sua vez, o filho de Naná (Arlete Salles) pedirá um tempo para pensar sobre o assunto. Afinal, ele tem uma dívida com Laureta (Adriana Esteves) e Bóris (Paulo Vespúcio).

Porém, acontecerá uma reviravolta na trama, Beto será rejeitado mais uma vez por Luzia, que garantirá que tem outro e pede que o cantor a deixe em paz. Sendo assim, o músico irá atrás de Karola e a impedirá que lhe deixe. Então, Remy será jogado para escanteio novamente. Mas, dessa vez, ele tem o vídeo íntimo como sua carta na manga e isso deixará a sequestradora de Valentim (Danilo Mesquita) em desespero. Então a santa Laureta entrará em cena.

“Deixe comigo, mais uma vez sua fada madrinha aqui vai livrar sua barra”, asseverá. A cafetina também descobrirá que Remy anda desviando dinheiro de seu esquema com o tráfico de drogas e estará com ódio no coração para punir seu ex-aliado. Ela sequestrará o filho de Dodô (José de Abreu) e mandará seus capangas o torturar até que ele devolva toda a grana roubada, além disso, ele será obrigado a apagar o vídeo com Karola.

Assim que conquista a sua liberdade, Remy voltará para a casa no mesmo instante em que Beto anunciará para a família que voltou com Karola. Lá, o bandido jurará se vingar da ex-amante que ficará tensa.

O ASSASSINATO DE REMY EM SEGUNDO SOL

Completamente sozinho, Remy então fará de tudo para descobrir onde estará Luzia e fará um acordo com a mocinha. Para isso, ele conseguirá informações com o irmão Ionan (Armando Babaioff). O policial contará que Beto foi até o restaurante de Cacau (Fabíula Nascimento) para reencontrar a amada.

O picareta então fará tocaia em frente ao estabelecimento para conseguir encontrar a solução de seus problemas. Ele planejará contar tudo o que sabe para Luzia e assim conseguir muito dinheiro. E certa vez, ele flagrará a DJ indo visitar a irmã e a espera para segui-la. A mãe de Ícaro (Chay Suede) se recusará a ir com o malandro que tomará uma medida drástica. Ele irá dopar a melhor amiga de Groa (André Dias) e a levará para um hotel.

Quando a protagonista da trama acordar ficará em pânico já que Remy estará ao seu lado completamente sem vida e com o risco da polícia chegar a qualquer momento, ela fugirá novamente. O mistério sobre como aconteceu o assassinato prometerá envolver o telespectador do folhetim.

Os capítulos de Segundo Sol poderão ser alterados.

Isis Valverde recebe muitas críticas nas redes sociais e internautas apontam farsa em foto

Isis Valverde, grávida de cinco meses, ainda está curtindo a recente lua de mel após se casar com o modelo André Resende. O casal está junto desde 2016 e comemoraram 2 anos de namoro em abril. Eles terminaram em dezembro, mas logo depois se reconciliaram.

Isis tem causado polêmica nas redes sociais com a publicação de uma foto, onde os internautas apontaram um fundo falso. Muita gente lembrou que essa não é a primeira vez que a atriz publica uma imagem e é acusada de colocar um fundo fake.

“Isis, fica feio um tanto você postar essas fotos de banco de imagens… não acrescenta em nada, não são suas. Melhor não postar nada do que pagar mico”, detonou uma internauta.  “Cara de pau postar fotos de banco de imagens como se fosse sua”, disse outra, soltando o verbo. “Aparentemente ela pegou a imagem do google”, avisou mais uma.

‘Segundo Sol’: Cacau transará com Edgar dias antes do casamento com Roberval

Nos próximos capítulos de “Segundo Sol”, Cacau (Fabiula Nascimento) e Edgar (Caco Ciocler) terão novamente um caso. Tudo começará quando Severo (Odilon Wagner) for preso depois que a polícia encontrar sua fortuna escondida. Arrasado, o marido de Karen (Maria Luisa Mendonça) irá à casa da ex:

Continuar lendo

Jeniffer Oliveira, atriz de ‘Malhação’, sofre agressão de Douglas Sampaio: ‘Mulheres, não vamos permitir’

A atriz de “Malhação: Vidas brasileiras” Jeniffer Oliveira, de 19 anos, foi agredida na noite da última sexta-feira pelo seu (agora) ex-namorado, o também ator Douglas Sampaio. Ela registrou queixa na Delegacia da Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio, e falou com exclusividade para o site. A atriz está com hematomas nos braços, mas continua gravando normalmente as cenas de sua personagem, Flora.

A agressão aconteceu no bar Coco Mambo, no Recreio, depois de uma cena de ciúmes.

– Ele cismou que eu estava dançando e chamando a atenção. Eu disse que não iria embora. Ele me agrediu diante de inúmeras testemunhas. Não esperava isso dele. Acreditei quando ele afirmou que os casos de agressão em que esteve envolvido anteriormente eram ‘invenções de meninas malucas’ – diz Jeniffer, que decidiu tornar o caso público porque “ninguém tem o direito de fazer isso”.

Em 2016, Douglas e sua então mulher, Rayanne Morais, também estiveram no centro de um escândalo de agressão e foram parar na delegacia. Os dois começaram a se relacionar em 2015, quando participaram juntos da oitava edição de “A fazenda”, na Record. Ele foi o vencedor do reality.

A Globo, através de sua assessoria, diz que não se pronuncia sobre a vida pessoal do elenco. Douglas fez uma participação em “Malhação” em 2011 e desde então não tem vínculo com a emissora.

Jeniffer vai divulgou essa carta:

“Comecei a namorar há um mês atrás. Tudo foi muito legal no começo, eu me senti acolhida, me senti amada e, em pouco tempo, comecei a morar com ele praticamente. Ficava direto na casa dele ou ele na minha. Saíamos muito. Conheci todos os seus amigos e eu não tinha do que reclamar. Em seguida começamos a passar por coisas não tão legais assim.

Começamos a discutir, a ter problemas com mentiras e eu comecei a descobrir quem realmente era a pessoa que estava ao meu lado. Não, eu não sabia de todas as fofocas que envolviam essa pessoa e sim, eu acreditei na versão dele. Por quê? Porque eu estava apaixonada e a pessoa de que todos falavam estava na minha frente, se revelando aos poucos a cada segundo. Fui me decepcionando e mentindo para mim mesma. Por que continuei? Porque ele tinha a maneira certa de me fazer mudar de ideia, de me convencer. Ele era fofo logo após me xingar. Ele sabia como me manipular e eu queria acolher aquela pessoa, já que achava que era acolhida. E assim foi até chegar ao ponto dessas fotos (veja abaixo). Uma discussão boba desencadeou isso aí que vocês estão vendo. As fotos são do dia 22 para o dia 23 de junho.

Eu fui agredida e demorei para entender o que estava acontecendo. Eu não ia denunciar, eu não ia contar para ninguém. Eu me senti culpada! Infelizmente muita gente passa por isso, por agressões até piores do que essas e que não dão em nada. Eu resolvi lutar pelos meus direitos, eu resolvi me expor e resolvi me abrir aqui para vocês. Acredito que devemos fazer a nossa parte, e a minha parte com tudo isso é mostrar que devemos lutar, sim! Não podemos deixar esse tipo de coisa passar. Independentemente da situação, isso não pode acontecer. Eu me senti culpada porque estava dançando, me senti culpada por achar que, de alguma forma, tinha provocado ciúmes no meu namorado.

Em hipótese nenhuma agressão é uma justificativa para qualquer coisa. No dia seguinte, eu não acreditava ainda, cheguei a procurar por ele, cheguei a conversar. Me senti mal, questionei a minha culpa nessa situação toda e chorei. O que quero com tudo isso? Justiça! Quero também de alguma forma ajudar as mulheres que passam por isso e têm medo de largar o agressor, que sentem medo de ameaças, que acreditam em um amor que não existe! Quem ama cuida, quem ama não agride e manipula. Ninguém merece isso. Não pensem que é uma bobeira. Aceitem a ajuda de pessoas que querem o seu bem, quem vê de fora vê melhor. O agressor muitas vezes consegue nos convencer. Passamos por malucas e eu me questionei diversas vezes se isso era verdade: ‘Não, não pode ser. Foi um momento de loucura. Machucou sem querer. Eu errei também’. E por aí vai. Se tudo isso passou pela minha cabeça, imagino que deve passar também pela cabeça das pessoas. Não vamos permitir. Não estamos sozinhas! E, mais uma vez, quem ama cuida, quem ama não agride”.

Brasileiro acusado de assédio diz: ‘vamos para cima dessa mulher’

O grupo de 14 turistas brasileiros que aparece no vídeo gravado pela jornalista russa Bárbara Gerneza se defendeu das acusações de assédio sexual, em entrevista ao “Fantástico”, da TV Globo, que foi ao ar no último domingo, 24.

Segundo eles, o refrão do funk que estavam cantando com conotação sexual não foi direcionado a ela.

O engenheiro Rodrigo Santoro alegou: “Nós não cantamos a música para as mulheres, cantamos para os homens, os argentinos. Não era para uma mulher. Ela só pediu para a gente continuar dizendo o que estávamos dizendo para os argentinos. E fizemos isso. Peço desculpas, foi uma infelicidade, um mal entendido gigantesco”.

Já o empresário Paulo Simões argumentou: “O que não pode é vincularem a gente com esses outros vídeos fazendo as pessoas repetirem [frases obscenas]. Não foi o que a gente fez. Nós cantamos uma música que toca no Brasil inteiro, assim como cantamos ‘Eu, sou brasileiro, com muito orgulho, com muito amor’”.

Em contrapartida, um homem identificado como Osvaldo se negou a pedir desculpas pelo ocorrido e sugeriu que a culpa pode ser de quem gravou o vídeo.

“Nenhum [problema]. Tinha mais de 20 pessoas filmando, não tinha só uma mulher. E não tinha uma mulher no meio da gente [assim como no outro vídeo polêmico]. Ser advogado de diabo é fácil. O duro é contestar depois”.

O repórter Marcelo Canellas, então, rebateu: “Eu estou só perguntando”.

Osvaldo, por sua vez, reiterou: “A minha opinião é essa […] Estamos em uma Copa do Mundo, todo mundo veio para se divertir, fizeram uma filmagem errada, não sei quem foi, só que nós vamos para cima dessa mulher, porque ela vai ter que explicar porque filmou nós, expondo nós assim. E vamos para cima”.

Ao ser questionado se achava que a culpa era de Bárbara, o homem respondeu: “Não sei… vamos saber de quem é a culpa”.

A jornalista se defendeu das indiretas e afirmou que, embora fale português, não tem fluência plena do idioma e só entendeu o significado da música um dia depois.

“É muito chato o fato de todos eles serem homens, em um grupo grande, e pensarem que podem fazer tudo”, desabafou.

Em outro momento da entrevista, o empresário Fred Miranda concordou com os demais colegas dizendo que não houve assédio. “Vocês poderiam até colocar que a música que os brasileiros estavam cantando não é legal, ponto. Agora, colocar uma conotação de assédio sexual para 20 pais de família que estão aqui na Rússia curtindo, assediando? Não tem ninguém assediando aqui. Nós não tocamos ninguém. Cadê ela [Bárbara] na imagem? Por que ela não se mostra na imagem?”.

Entretanto, em outro vídeo, este mesmo homem apareceu beijando a russa à força.

“É muito chato para mim, isso que fez sentir vergonha depois. Porque eu estava sozinha, com o celular, fazendo o meu trabalho, me cercaram e queriam que eu beijasse um deles. Não é normal essa situação”, completou ela.