Neymar será investigado por divulgar fotos íntimas de mulher que o acusa de estupro

A Polícia Civil do Rio vai investigar Neymar Junior por ter divulgado fotos íntimas da mulher que o denunciou por estupro. As fotografias, nas quais a jovem aparece nua, foram expostas pelo jogador em um vídeo postado por ele, na noite deste sábado, em seu Instagram. O atacante da Seleção Brasileira divulgou a gravação para se defender da acusação de estupro. Além das fotografias, Neymar também mostrou que possui vídeos íntimos que, segundo ele, foram enviados pela mulher que o denunciou. Ele, no entanto, não chega a exibir as filmagens para os seguidores.

É crime previsto no artigo 218-C do Código Penal “oferecer, trocar, disponibilizar, transmitir, vender ou expor à venda, distribuir, publicar ou divulgar, por qualquer meio – inclusive por meio de comunicação de massa ou sistema de informática ou telemática -, fotografia, vídeo ou outro registro audiovisual que contenha cena de estupro ou de estupro de vulnerável ou que faça apologia ou induza a sua prática, ou, sem o consentimento da vítima, cena de sexo, nudez ou pornografia”. A pena prevista para o crime é de um a cinco anos de prisão.

A investigação ficará a cargo da Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI), que tem atribuição em todo o estado.

No vídeo gravado por Neymar, o jogador também divulga divulga trechos de conversas que teria tido com a mulher que o acusa do crime.

O atacante Neymar se reapresentou na Granja Comary neste domingo, por volta de 12h. O jogador chegou de helicóptero, sem falar com a imprensa, ao lado do meia Arthur e do zagueiro Thiago Silva. Mais cedo, policiais civis foram até o local procurá-lo. A CBF não se pronunciou mas, segundo a Rede Globo, os policiais queriam saber se o jogador voltaria para a Granja neste domingo e a que horas ele chegaria.

Em São Paulo, a família da jovem que acusou o atacante Neymar de tê-la estuprado em Paris afirma estar surpresa com o episódio. Na manhã deste domingo, O GLOBO visitou a casa da mãe da denunciante, numa comunidade da região Sul de São Paulo. A mulher chegava da igreja quando foi informada e ficou abalada com a notícia.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s