Jovem usa redes sociais para denunciar padrasto por tortura e estupro contra ela e a mãe na Bahia: ‘Abortei várias vezes’

Uma jovem de 21 anos que mora no município de Camaçari, na região metropolitana de Salvador, usou as redes sociais para denunciar que ela e a mãe foram violentadas e torturadas durante anos pelo padrasto. O homem foi preso no dia 13 de fevereiro e, segundo a Polícia Civil, nega as acusações.

Eva Luana da Silva relatou em cinco posts no Instagram que o “caos” teve início quando ela estava com 12 anos. Ela conta que a mãe era constantemente vítima do companheiro e que, depois, passou a ser alvo dele também.

“Minha mãe era agredida, abusada, violada e torturada quase todos os dias. Meu padrasto era obsessivo e ciumento com ela. Resumindo de uma maneira geral, ela era agredida com chutes, joelhadas, objetos. Era abusada sexualmente de todas as formas possíveis. Era obrigada a tomar bebidas até vomitar e quando vomitava tinha que tomar o próprio vômito como castigo. Ele começou a me abusar sexualmente. Eu tinha nojo, repulsa, ódio e não entendia porque aquilo acontecia comigo. Me sentia uma criança estranha e diferente das outras”, contou a jovem.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s